Cinthia Santos (atriz)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapaminas.gif Minas Gerais... quem te viu, não te esquece jamais...

Uai, sô! Este artigo foi inscrito pur um minerim! Se ele inda num tá completo é por causo de que o disgramado deve tá comeno um pão de quêjo, um paster de milho ou a vaca atolada da tua mãe purque minêro come quéto!

Cinthia Maria Santos
Cinthia-santos-all-people-photo-u15?w=650&q=60&fm=jpg&fit=crop&crop=faces.jpeg
VRÁ!!!
Nascimento 6 de abril de 1984
Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Atriz e modelo
Altura 1,67m
Peso 65,5 Kg
Signo Carneiro
Principais trabalhos Escolinha do Gugu

Cquote1.png Eu sou um pouco menos vulgar... Cquote2.png
Outra Cinthia Santos sobre a Cinthia Santos deste artigo.
Cquote1.png Quem mandou não posar pelada? Caiu no esquecimento! Cquote2.png
Vanessa Zotth sobre Cinthia Santos.
Cquote1.png Quem é você? Cquote2.png
Tiririca Qualquer um sobre Vanessa Zotth e citação acima.
Cquote1.png Ela ser uma farsa! Cquote2.png
Mulher indígena sobre Cinthia Santos

Cinthia Santos você sempre pensou que fosse apenas essa aqui, por quem você provavelmente já desperdiçou muitos espermatozoides em homenagens manuais, mas está muito enganado! Sim, existe outra Cinthia Santos, que também é (ou era, já que nunca mais se ouviu falar nela) atriz, mas de trabalhos um pouco menos... interessantes que os da sua xará.

História[editar]

Ela odeia ser confundida com a atriz pornô, mas vai dizer que não se parece com uma?

Cinthia nasceu em Araguari, cidade desconhecida e irrelevante de Minas Gerais. Como toda guria retardada na infância, ela fazia aulas de balé clássico e sonhava em futuramente virar uma linda bailarina profissional. Infelizmente, faltava-lhe graciosidade, já que não era anoréxica o suficiente e seus movimentos não eram leves o bastante para que pudesse ser levada pelo vento enquanto dançava. Triste e desiludida, ela quase chegou a pensar em desistir de seguir carreira na área da dança, mas aí descobriu outros estilos musicais que permitiam coreografias mais desengonçadas, então passou a investir em aulas de jazz e dança contemporânea. Perdeu Passou cerca de uma década estudando os passos dessas baboseiras para finalmente conseguir botar em prática durante sua festa de 15 anos, onde se recusou a dançar a tradicional valsa por considerar brega demais para alguém tão moderna quanto ela. O que Cinthia não sabia é que haviam cafetões infiltrados em seu baile de debutante, procurando ninfetas inocentes que aceitassem viajar o mundo divulgando um projeto social sobre ritmos brasileiros. Mesmo não sendo tão inocente assim e logo sacando que aquilo era uma desculpa para acobertar o book rosa, ela aceitou a oferta e assim passou a rodar bolsinha em vários países dançando.

Já adulta (porém ainda ninfeta), Cinthia retornou ao Brasil aos 18 anos de idade, onde arrumou emprego como dançarina no programa Passarela do Samba, exibido pela Gazeta. Como ninguém assiste aquela porcaria de emissora fodida, Cinthia sentia que seu talento ali estava sendo desperdiçado, e decidiu inscrever-se para fazer o teste do sofá e tentar a vaga de assistente de palco em outras emissoras que fossem um pouco menos piores. Para garantir o sucesso em suas tentativas, tratou de procurar um bom cirurgião plástico e implantou toneladas de silicone nas tetas e na raba, garantindo assim aquele padrão de beleza estilo panicat que ela considerava infalível. Bom, o Pânico não a quis, mas a Record na época estava prestes a estrear O Melhor do Brasil, inicialmente apresentado por Márcio Garcia, e como ninguém queria trabalhar naquele lixo, estavam aceitando qualquer pessoa mesmo. Cinthia até que se saiu bem, visto que a única ocupação das dançarinas de programas de auditório é ficar rebolando e se exibindo com pouca roupa, mas acabou sendo demitida após a saída de Márcio e a contratação de Rodrigo Faro em seu lugar. Afinal, como Rodrigo topava dançar vestido de mulher, aquelas piriguetes tornaram-se desnecessárias, virando apenas um custo a mais.

Após sua demissão do Melhor do Brasil, Cinthia ameaçou processar a Record, pois seu contrato ainda estava vigente e ela nem recebeu aviso prévio. Louco de medo de perder parte de sua fortuna acumulada graças a séculos de dízimos recebidos, Edir Macedo ordenou a seus lacaios que arrumassem imediatamente outra ocupação para a moça. Assim, foi criado o quadro Escolinha do Gugu no programa do Gugu (ah vá, pensei que fosse no do Faustão), um baita plágio das outras trocentas escolinhas famosas, e inventaram para Cinthia na última hora o papel de Índia Potira, que acabou virando seu nome de guerra. Desde então, ela se diz atriz.

Atuações já realizadas por Cinthia[editar]

Ver também[editar]