Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

60 279 artigos · 201 038 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Portal comunitário

Mídia

Chat

Contribuir

Artigo em destaque
Seu MOBA favorito é o mais jogado do mundo? Desculpe, o meu permite jogar com o Shrek com máscara de bandido e tacar o burro nos outros.

300 Heroes é um jogo de otaku fedegoso no estilo MOBA, conhecido por ser a maior obra de pirataria existente. De origem chinesa (tinha que ser), 300 Heroes conta com os personagens jogáveis mais aleatórios possíveis, indo desde o Kenshiro até o Shrek, e foda-se coisas irrelevantes como necessidade de licenciamento, chupa FIFA e PES.

Além disso, diferente dos demais MOBAS, nos quais se pode ter apenas 10 jogadores em cada partida, 300 Heroes permite que até 14 desocupados joguem simultaneamente, o que faz com que o campo de batalha vire uma verdadeira baguncinha e ninguém saiba direito o que caralhos está fazendo ou pra onde deve ir.

O jogo é considerado extremamente difícil, com o maior dos desafios aparecendo logo cedo, que consiste em conseguir fazer esse diabo de jogo rodar no computador. A burocracia e as gambiarras pra conseguir apreciar 300 Heroes é tanta, que na própria wiki do jogo eles consideraram essencial fazer um tutorial específico pra galera conseguir iniciar a sua jornada neste incrível universo, já que nem mesmo os chineses estavam conseguindo passar da tela do launcher.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Eventos recentes


Neste dia...


Sabia que...


Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: