Palácio da Alvorada

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Palácio da Alvorada é um edifício construído na década de 60 para saciar o desejo que JK tinha de ter uma casa de veraneio em plena capital, para uso durante a semana, quando não poderia ir para as Minas Gerais por motivos óbvios. Ao fundo tem o Lago Paranoá e no outro lado da margem desse lago ficam as mansões de seus amigos congressistas.

Vista da fachada e o monumento Mulatas de JK

História[editar]

Como todos os presidentes da época, JK queria ter o que ostentar a qualquer chefe de estado que visitasse o Brasil em busca de nossos produtos. Mas com a mudança da capital para o centro do país deixou o então presidente com o cu na mão. Diferente do Rio na época, a futura capital não possuia praias (e nem poderia ter), já não tinha dois picos formando a imagem de uma bunda (americano adora isso), Brasília ainda era um canteiro de obras atrasadas e a capital mais próxima, Goiânia, não tinha mulher gostosa (nem ciladas), não tinha Caldas Country[1], era a Palmas de Goiás: um saco.

Foi então que JK teve a brilhante idéia de mandar fazer uma represa (e chamá-la de lago), e depois criar uma "casa de praia" sem praia perto do que seria seu local de trabalho. Convenhamos que nenhum de nós teríamos pensado nisso (sequer em Brasília) se estivéssemos no lugar dele. É por isso que esse maluco é admirado até hoje por aquelas bandas. Imagine então se ele tivesse criado o bolsa cachaça antes do Lula, teria sido canonizado pelo pedófilo do Papa.

Referências

  1. Um tipo de festa que tem musica ruim e uma mulher para cada três andrógenos. Quem vive em Brasília e vai pra essa festinha odeia admitir, mas isso é um fato.